Título: Como cavalos fatigados abrindo um mar 

Autor: Dércio Braúna 

ISBN: 978-65-992564-2-4

Edição: 2ª 

Dimensões: 12,5 x 19,0 cm

Páginas: 104

Gênero: Poesia

Ano: 2017 (1ª ed.) / 2020 (2ª ed.)

 

 

Para aquele que escreve COMO CAVALOS FATIGADOS ABRINDO UM MAR, não se encontra a poesia; sua matéria de existir aí está: no meio do mundo, na tensa carne de tudo; entende ele que o haver da poesia não é da ordem dos milagres ou do êxtase, que sua mística repousa antes no reino sem mistério do ordinário. Seu corpo de linguagem é essa cabeça que se ergue ao ar em sua busca – bicho sufocado a se esmurrar no tropel contrário da imensa manada. Poesia não é reverência, é antes e mais um grito que busca noutros altear sua necessidade. Que assim se leiam esses poemas – como cavalos fatigados abrindo um mar no meio da noite escura em nome do sonho que sabem poder se erguer, mesmo sobre as ruínas do mar.

Como cavalos fatigados abrindo um mar

R$ 25,00Preço